17 de Nov de 2017  |   13.8° Lisboa Temperatura em Lisboa  17.3° Porto Temperatura no Porto   |  Utilizadores Online 1
Notícias > Hyundai i30 SW 1.6 CRDi 110 7DCT
2017-11-06

Hyundai i30 SW 1.6 CRDi 110 7DCTGrande como uma carrinha BMW Série 3 da anterior geração (e a Hyundai diz que leva tudo) a nova i30 traz, além de volume, a melhor forma física de sempre, mas ainda tem espaço para crescer.
A Hyundai i30 até no design está mais europeia, com uma redução significativa do tamanho dos faróis e dos farolins. Ao vivo, isso traduz-se em mais elegância nas linhas que superam o tamanho de uma BMW Série 3 da anterior geração: os 4,58 metros de comprimento asseguram ótimo espaço para as pernas atrás e também os tais  imensos 602 litros sublinhados pela Hyundai, ainda que este volume contemple quatro úteis compartimentos sob o fundo da bagageira e que, ao serem de plástico, podem levar diversos utensílios sujos, como sapatos de golfe ou coisas de praia, que podem ser removidos do carro no próprio tabuleiro. Bem pensado. Há ainda pequenos ganchos para sacos e, por baixo de tudo, uma roda suplente de emergência. O rebatimento não é das novas alavancas à distância, mas isso não afeta em nada o sentido prático. Em contrapartida, dos sensores de estacionamento traseiros sentimos falta: só estão disponíveis no nível Style. Este patamar Comfort com navegação é o mais acessível no motor Diesel associado à caixa DCT de dupla embraiagem. E é aqui, na mecânica, que se notam dois pontos fundamentais: os Hyundai continua a ganhar pontos na envolvência da condução, mas ainda têm espaço para crescer. Tem bom amortecimento com jantes de 16” sem se perderem as referências com a estrada, ainda que os pneus Hankook Eco sejam barulhentos em piso rugoso; um motor com força nas baixas rotações, que também passa as 4000 rpm sem perder ânimo, e tudo guiado por um volante que já tem um peso ajustado e precisão suficiente para convidar a ritmos mais envolventes, porque a resposta do carro é mecânica e natural. Por outro lado, o stop/start precisa de melhor afinação (exige demasiada força no pedal); e a caixa de dupla embraiagem merece outro ajuste nas reduções. Nas descidas, impõe relações exageradamente curtas, atirando o taquímetro para as 3000 rpm, e nas ultrapassagens em modo de condução eco, que noutras situações troca de caixa com rotações insuficientes, frequentemente reduz apenas uma relação com a pressão forte do acelerador, para depois concluir que precisa de fazer descer mais uma mudança. O modo “normal” acaba por resultar o mais equilibrado na maior parte das situações, ainda que também tenda para colocar o motor em permanente carga. Felizmente, as patilhas funcionam bem para se ajustar à medida estas ocasionais decisões menos boas.
Ler no Autohoje

Hyundai i30 SW 1.6 CRDi 110 7DCT Hyundai i30 SW 1.6 CRDi 110 7DCT
Outras notícias
Classe G despede-se com edição limitada
Classe G despede-se com edição limitada
O carismático jipe de luxo sai de cena com as Limited Edition disponíveis para o G350d/G350d Professional e G500.
Koenigsegg Agera RS é o mais rápido do mundo
Koenigsegg Agera RS é o mais rápido do mundo
O supercarro sueco passou a ser o carro de produção em série mais rápido do mundo, batendo o Bugatti Veyron.
Koenigsegg Agera RS é o carro mais rápido do mundo
Koenigsegg Agera RS é o carro mais rápido do mundo
O supercarro sueco passou a ser o carro de produção em série mais rápido do mundo, batendo o Bugatti Veyron.
Ford testa Focus ST com 1.5 turbo de 280 cv
Ford testa Focus ST com 1.5 turbo de 280 cv
A marca norte-americana está a ultimar a próxima geração do pequeno familiar, que estará à venda em 2018.
Hyundai i30 SW 1.6 CRDi 110 7DCT
Hyundai i30 SW 1.6 CRDi 110 7DCT
Grande como uma carrinha BMW Série 3 da anterior geração (e a Hyundai diz que leva tudo) a nova i30 traz, além de volume, a melhor forma física de sempre, mas ainda tem espaço para crescer.
Honda Jazz 1.3 i-VTEC | Nissan Micra 0.9 IG-T | Suzuki Swift 1.2 SHVS
Honda Jazz 1.3 i-VTEC | Nissan Micra 0.9 IG-T | Suzuki Swift 1.2 SHVS
A chegada do novo Suzuki Swift ao mercado motivou um combate cordial com o que de mais recente a indústria automóvel japonesa tem para mostrar neste segmento: o renascido Nissan Micra, que mistura tecnologia europeia com as raízes nipónicas, e o sempre exemplar Honda Jazz. Todos equipados com motores a gasolina de baixa cilindrada e potências entre os 90 e os 102 cv.
fechar

Recomendar este anúncio

Aproveite a ocasião e recomende este anúncio ( ) a um amigo ou familiar.

O seu Nome:


O seu Email:


O Email do destinatário:


Comentário:


Subscrever a newsletter    

fechar

Reportar anúncio

Nunca envie dinheiro a desconhecidos.
Ignore respostas em qualquer língua estrangeira.


Se sente que este Anúncio é uma fraude ou contém qualquer outro tipo de erro, pode reportar essa informação para a nossa equipa de suporte. O seu IP: será guardado para prevenir o uso abusivo.

Razão da queixa:

Clique em adicionar aos favoritos quando quiser adicionar o anúncio aos seus favoritos.

Os meus favoritos

fechar
Este anúncio já não se encontra disponível.

As minhas pesquisas

fechar
Quando estiver numa pesquisa, clique em guardar quando quiser guarda-la.

Últimos anúncios

fechar
Regras

Subscrever a newsletter

Conselhos à deteção de Fraude

Condições Gerais de Utilização

Conselhos úteis

Como avaliar um usado?

Como negociar um usado